lanca

Ao participar do 35º Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex 2016), promovido no Rio de Janeiro pela Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), o diretor de Relações Institucionais da Firjan, Márcio Fortes de Almeida, disse que a nova legislação do setor de óleo e gás, que retirou da Petrobras a obrigatoriedade de ser a operadora única do pré-sal, com participação de 30% em todos os consórcios, apesar de bem-vinda, pode causar prejuízos à indústria nacional.Continuar lendo